Rede Minas abre espaço para visibilidade da teledramaturgia

Atores, fotógrafos, diretores e escritores, entre outros profissionais atuantes nas artes cênicas, estiveram no auditório da Rede Minas nesta quarta, 18/05, às 14h, para participar da reunião de criação do Conselho Aberto de Artes Cênicas da emissora, que teve como objetivo discutir a estratégia de criação e implantação do Núcleo de Teledramaturgia da Rede Minas.

O presidente da Rede Minas, Israel Do Vale, destacou a necessidade da construção coletiva e da estratégia de criação de conexões com diferentes segmentos da sociedade. “Existe o desejo de sair do lugar. O que a gente não pode é deixar de fazer”, destacou Israel.

O conselho foi aberto à participação de todas as pessoas presentes no evento, abrindo um espaço para debate, sugestões e críticas. A representação de minorias na teledramaturgia foi um dos temas levantados nesse debate inicial, no qual estiveram presentes os atores e produtores Léo Quintão e Neise Neves, da Cia Pierrot Lunar, o ator Geraldo Carrato, o ator e diretor Ricardo Batista, o bailarino e coreógrafo da Cia SeráQuê?, o ator e diretor Luciano Luppi e a atriz Magdalena Rodrigues, entre outros representantes da cena artística mineira. A Rede Minas enxerga a necessidade, como TV pública, de que seus passos sejam dados em conjunto com a sociedade, que deve ter capacidade e meios de incidir sobre o destino da emissora, por meio da criação e fortalecimento de algumas instâncias de decisão.

A ata da reunião será publicada em breve aqui no site da Rede Minas.

Deixe um comentário