Edital da Rede Minas colocará R$ 17 milhões em circulação na produção audiovisual mineira

Foi lançado nesta quinta-feira, 13 de outubro, na Sala Humberto Mauro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte, o edital Olhar Independente, da Rede Minas, cujo objetivo é selecionar e contratar, a título de pré-licenciamento, 32 projetos de obras seriadas e não-seriadas de ficção, animação e documentário junto à produção independente mineira.

Entre 2018 e 2020, a Rede Minas exibirá cerca de 60 horas de conteúdos produzidos externamente, em parceria com o setor audiovisual, via edital. As inscrições estarão abertas entre 20 de outubro e 3 de dezembro. O objetivo é que, a partir de então, a TV exiba um volume expressivo de conteúdos contratados no mercado em fluxo contínuo, ano após ano.

Os projetos serão viabilizados por meio de duas linhas de financiamento do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (Prodav), do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) da Ancine, a partir de um aporte inicial de R$ 1 milhão do Governo de Minas, via Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Somados os recursos estaduais e federais, o investimento envolve um montante de R$ 17 milhões.

-foto-Osvaldo-Afonso-9805

Olhar Independente envolve um conjunto de ações de impacto do Governo de Minas (leia aqui) no setor audiovisual. É parte de uma política robusta, ampla e consistente de estruturação do setor, em torno do Prodam, que envolve, apenas neste momento, outros dois editais da Codemig (para o desenvolvimento de roteiros e a produção e finalização de projetos audiovisuais) e o Exibe Minas, uma nova ação da Secretaria de Estado de Cultura voltada ao fomento de mostras, festivais e do cineclubismo.

O presidente da Rede Minas, Israel do Vale, anunciou detalhes do edital da emissora na manhã de hoje, em entrevista coletiva, na companhia do presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, e do coordenador do Prodam, o Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro, Gilvan Santos.

Segundo Israel do Vale, Olhar Independente nasce de um intenso processo de diálogo com o meio audiovisual mineiro, a partir de encontros públicos com profissionais do setor e de um processo online de recolhimento de sugestões e críticas que gerou dezenas de contribuições. “Além de ser fruto de uma proposta que nos chegou pelas mãos de representantes de uma parcela significativa do setor, este primeiro rebento da nossa política de editais acolhe oito em cada dez sugestões encaminhadas por produtores, realizadores e técnicos no processo de consulta que foi feito pelo site da televisão.”

Olhar Independente pretende atrair ideias e profissionais de todos os 17 Territórios do Desenvolvimento de Minas Gerais. O edital cria mecanismos de estímulo à participação de agentes do interior e encoraja a parceria entre produtores independentes e entidades, grupos artísticos ou de estudo, coletivos de mídia e movimentos sociais.

PUBLICAÇÃO

O edital da Rede Minas será publicado na próxima quarta-feira, 19 de outubro, no Minas Gerais, o Diário Oficial do Estado. Poderá ser baixado (junto dos formulários e modelos de declarações) a partir do dia seguinte, quando estarão abertas as inscrições, no site www.ww2.redeminas.tv.

O interesse da TV é pré-licenciar projetos que conjugam temáticas já definidas com outros de temário livre, com formato, número de episódios e tempo de duração variáveis, de acordo com cada recorte. Os temas orientadores passam por assuntos relativos aos valores e princípios da televisão pública: educação, ciência e tecnologia, culturas e saberes populares, patrimônio material e imaterial, sustentabilidade, questões ambientais, novos arranjos produtivos e criativos em cultura, tecnologias sociais, questões de gênero, novas configurações da família e educação para a mídia.

POLÍTICA DE FOMENTO

Além do Olhar Independente, outra novidade é o edital do Prêmio Exibe Minas 2016, voltado a mostras, festivais e cineclubes com o objetivo de promover a difusão dos produtos audiovisuais do Estado. O edital Exibe Minas será publicado em 15 de outubro no site da Secretaria de Cultura, no endereço www.cultura.mg.gov.br. Ele oferece R$ 980 mil em recursos provenientes do tesouro estadual. São dez prêmios de R$ 90 mil para os vencedores na categoria Mostra/Festival Audiovisual Mineiro e cinco prêmios de R$ 16 mil para cineclubismo, associações sem fins lucrativos que atuam na formação e na multiplicação de público para o segmento audiovisual.

A Codemig também disponibilizou hoje, para consulta, seu novo edital de produção, que receberá considerações dos profissionais do audiovisual por meio do site da Secretaria de Cultura até 3 de novembro. A publicação do edital está prevista para a primeira quinzena de dezembro.

Deixe um comentário