Filme em Minas é destaque em fevereiro na Rede Minas

Nem só de carnaval é feito o mês de fevereiro na Rede Minas. Tem muito cinema mineiro em cena. E como é de praxe, prepare a pipoca, porque tem mais Filme em Minas nas noites de terça, às 23h, na Rede Minas.

Confira nossa programação até o dia 1º de março, com os quatro longas do mês:

Estrada Real da Cachaça

09/02 – Estrada Real da Cachaça, de Pedro Urano
Dirigido por Pedro Urano, Estrada Real da Cachaça propõe um percurso pelo espaço e pelo tempo a fim de mapear a presença dessa bebida no território brasileiro. Do sertão árido às belezas de Paraty (RJ), o documentário remonta a história da cachaça, com referências de diferentes cidades.A narrativa é contada seguindo a antiga tradição de contar histórias, apresentando verdades passadas de geração a geração. A cada novo trecho do caminho, uma nova constatação, como por exemplo, a qualidade da bebida produzida em Minas Gerais.
Drama-Comédia | 2011 | Classificação Indicativa: Livre

aalmadoosso

16/02 – A alma do osso, de Cao Guimarães
Documentário sobre Domingos Albino Ferreira, também conhecido como Dominguinhos da Pedra, um ermitão que vive sozinho, há 41 anos, em uma caverna nos confins de Minas Gerais, rejeitando todas as facilidades da sociedade contemporânea. Na primeira parte, o filme se contrói, pouco a pouco, sobre os hábitos do senhor de 72 anos. Depois, o diretor dá voz ao ermitão, que tem, como estado comum, o silêncio.
Documentário | 2010 | Classificação Indicativa: 10 anos

fronteira

23/02 – Fronteira, de Rafael Conde
Interior de Minas Gerais, início do século XX. Maria (Débora Goméz) vive em um velho sobrado, onde possui a fama de ser santa. Porém a chegada de sua tia Emiliana (Berta Zemel), que veio empenhada em preparar o grande milagre dela, e um viajante (Alexandre Cioletti), por quem se apaixona, mudam sua vida.
Drama-Romance | 2008 | Classificação Indicativa: 10 anos

batismodesangue

01/03 – Batismo de Sangue, de Helvécio Ratton
São Paulo, fim dos anos 60. O convento dos frades dominicanos torna-se uma trincheira de resistência à ditadura militar que governa o Brasil. Movidos por ideais cristãos, os freis Tito (Caio Blat), Betto (Daniel de Oliveira), Oswaldo (Ângelo Antônio), Fernando (Léo Quintão) e Ivo (Odilon Esteves) passam a apoiar o grupo guerrilheiro Ação Libertadora Nacional, comandado por Carlos Marighella (Marku Ribas). Eles logo passam a ser vigiados pela polícia e posteriormente são presos, passando por terríveis torturas.
Drama | 2007 | Classificação Indicativa: 10 anos

Deixe um comentário