Série “Demência: mais perto de nós”, do Jornal Minas, estreia dia 23/11

Série de cinco reportagens sobre demência retrata aspectos e desafios pessoais e do Brasil.

Produzida a partir da experiência pessoal vivida por três profissionais da equipe de jornalismo da Rede Minas, que têm ou tiveram familiares com o diagnóstico da doença, “Demência: mais perto de nós“, estreia na próxima segunda, dia 23/11. A série, dividida em cinco episódios, será exibida nas duas edições do Jornal Minas, às 12h30 e às 19h30.

O envelhecimento acompanhado pelas síndromes demenciais é uma realidade que tende a aumentar nos próximos anos e em especial na velhice avançada, já que o Brasil caminha para uma transição demográfica. Hoje, somos o sétimo país mais jovem da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE, mas, daqui a 50 anos, seremos o sétimo mais velho.

“A questão é que os países do 1º mundo enriqueceram para depois envelhecer. O Brasil vai envelhecer na pobreza.”

Beatriz Gutierrez, professora da USP

Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS, cerca de 50 milhões de pessoas vivem com a doença no mundo. Seis entre dez estão em países pobres ou em desenvolvimento, como o Brasil. Aqui, a prevalência é maior do que a média mundial. Na população acima de 65 anos, já alcança 7,9%, com 55 mil novos casos por ano.

A série

Afinal, o que é a demência? O termo genérico para um processo anormal de envelhecimento do cérebro, onde o paciente perde, de forma gradativa, habilidades cognitivas importantes como memória, raciocínio e linguagem, é tema do primeiro episódio. Com a evolução da doença, irreversível e sem cura, perde-se a autonomia para viver de forma independente. Entre os quatro tipos mais comuns de demência, o Alzheimer é o mais conhecido e com maior incidência: 55% dos casos.

A segunda reportagem, que vai ao ar na terça, dia 24/11, apresenta as causas da demência e seus impactos na família e na economia do país. O terceiro episódio, quarta, 25/11, fala sobre o uso da maconha medicinal no tratamento do Alzheimer e outras demências. A quarta reportagem, dia 26/11, destaca as inovações na área e o trabalho de cientistas mineiros no combate à demência com uso de inteligência artificial. O episódio final, dia 27/11, fala sobre a importância das relações familiares e de como as novas gerações precisam entender melhor a doença.

A equipe da Rede Minas ouviu neurologistas, geriatras, psiquiatras, pesquisadores e professores da UFMG e da USP, duas das mais renomadas universidades do país, além de pessoas com o diagnóstico da doença, familiares e cuidadores.

Ficha técnica

A série “Demência: mais perto de nós” tem produção e reportagem de Renato Franco, produção de Atalissa Rosa e Luis Gurgel, imagens de Sandro Romero e William Felix, arte e edição de imagens de Bruna Cevidanes, finalização de Túlio Cunha e edição de texto de Cibele Penholate.

Confira todos os episódios da série na página do Jornal Minas no Facebook.

Episódio 1 – O que é demência?

Episódio 2 – Causas e impactos

Episódio 3 – Maconha Medicinal

Episódio 4 – Inovações e tecnologia

Episódio 5 – A importância da família

O envelhecimento acompanhado pelas síndromes demenciais é uma realidade que tende a aumentar no Brasil.
Dos brasileiros acima de 65 anos, 7,9% vivem com a demência, sendo 55 mil novos casos por ano.

Deixe um comentário