Série reúne histórias de estrangeiros no Brasil

As migrações sempre fizeram parte da história da humanidade. Seja por condições estruturais, políticas, econômicas, conflitos bélicos ou simplesmente pela busca por uma vida melhor. O fato é que o ser humano sempre caminhou à procura de novos horizontes. Porém, como ficam as memórias, as famílias e os desejos de voltar para casa?

O Jornal Minas ouviu algumas histórias de pessoas que abandonaram ou foram obrigadas a abandonar sua terra natal e vieram parar no Brasil. Esses relatos e percepções deram origem à série Estrangeiros, que reúne quatro depoimentos.

Hana Dawood, da Palestina, fala sobre ter se mudado para fugir da guerra, até chegar ao Brasil em 1976, com três filhos pequenos e sem saber falar uma palavra em português.

Olú Segul, da Nigéria, fala um pouco de como ele percebe a nossa relação com a África e o que sentimentos universais, como o medo e o amor, representam para ele.

Florence Poznansk, da França, vive no Brasil há anos. Sempre que pode volta à terra natal e, entre idas e vindas, ela percebe diferenças e semelhanças entre estes países. Estudiosa da mídia, ela fala da atuação dos meios de comunicação por lá.

Maaike Van Slooten, da Holanda, compartilha sua percepção sobre a nossa relação com as periferias e favelas do país.

 

 

Deixe um comentário