Zona da Mata é cenário de curtas na Faixa de Cinema

A Faixa de Cinema, desta sexta, 30/10, às 23h30, apresenta três curtas do diretor mineiro, Bruno Rubim: “Lençol de Inverno”; “Alforria” e “Bloco do Boi”. Todas as obras tiveram como cenário a cidade de Descoberto, na Zona da Mata mineira.

O curta “Lençol de Inverno”, ganhador de prêmios como de melhor filme, roteiro e ator na Mostra Sesc de Cinema, descreve a volta do coveiro José à sua cidade natal. O motivo da retomada é enterrar o pai que acaba de falecer, mas, para finalizar sua jornada e iniciar a redenção, será necessário encarar os fantasmas de sua juventude.

“Alforria” conta a história de Mateus, jovem entediado e confuso que, após ser demitido do seu trabalho na oficina de motos, é pressionado a voltar trabalhar na confecção da cidade.

E por fim, o “ Bloco do Boi” é um documentário sobre uma festa tradicional popular, com manifestações de rua, música, e desfiles de blocos.

Bruno Rubim teve seu primeiro contato com cinema aos 15 anos, através de uma oficina promovida pela Fábrica do Futuro, no Polo Audiovisual da Zona da Mata, produzindo seu primeiro curta metragem. Desde então, vem se dedicando à realização audiovisual, trabalhando como assistente de direção, montador e diretor. Seus filmes já foram premiados e selecionados por festivais importantes, como Guarnicê, Cine Pe, Mostra Tiradentes de Cinema, Nóia, Circuito Penedo, Primeiro Plano, Cinebh, dentre outros.

Comentários

Deixe um comentário